Sexta-feira, 1 de Fevereiro de 2008

Criação do mercado único e moeda única

A criação e consolidação do mercado interno único, que instaura as 4 liberdades, requer a estabilidade das taxas de câmbio entre os países membros. O Tratado de Maastrich, 1993, resolve criando a moeda única, daí que os critérios de convergência a que os paises têm de respeitar para entrarem na UEM sejam a estabilidade dos preços à mais alta prioridade das suas políticas.

Critérios de convergência: estabilidade de preços (medida pela taxa de inflação), estabilidade das taxas de câmbio (para quem não entrou, a sua moeda não pode ter sofrido desvalorizações nos últimos 2 anos e tem de pertencer ao SME) e sustentabilidade das finanças públicas (défice não pode exceder 3% do PIB e dívida pública não pode exceder 60% do PIB).

Foi criado o Fundo de Coesão, pois sabia-se que era difícil concilar as convergências. Este fundo dava dinheiro aos países com nível económico mais baixo (Portugal incluído claro).
Criou-se o Pacto de Estabilidade e Crescimento para prevenir a indisciplina. Assim, os países têm de apresentar programas regulares de estabilidade, anexando um depósito que não é devolvido caso eles excedam os 3% do PIB previsto.
publicado por pocas às 01:08
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30

.posts recentes

. Precaridade, recibos verd...

. Precaridade

. Criação do mercado único ...

. Do Acto Único Europeu ao ...

. Migração no século XX

.arquivos

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds